Entendimento da aula e texto: capoeira e escravidão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Entendimento da aula e texto: capoeira e escravidão

Mensagem por Clara Ferreira em Seg Abr 24, 2017 11:19 pm

Na última aula discutimos sobre a capoeira e como ela se iniciou e a relação que tem com a escravidão no Brasil.

Então, a história da capoeira começa no Brasil colônia, a mão-de-obra dos africanos foi muito utilizada, principalmente nos engenhos do nordeste brasileiro.
Ao chegarem aqui no nosso país, os africanos começaram a desenvolver formas de proteção contra a violência e repressão dos colonizadores brasileiros, o que era muito constante, e quando fugiam eram perseguidos e castigados, penalizados de forma muito violenta.
Os senhores do engenhos proibiam eles de praticar qualquer tipo de luta, logo, desenvolveram uma mistura de movimentos de danças da cultura africana, mais adaptado a um tipo de luta. Assim, surgiu a capoeira, uma arte marcial disfarçada de dança. Foi um instrumento importante da resistência cultural e física dos escravos brasileiros.
Outra coisa discutida foi que alguns passos se formaram pelo fato de que quando fugiam, precisavam se esconder para que os senhores não o vissem, daí o passo em que "abaixa".

Religião Africana X Cristianismo

Os negros trouxeram consigo as suas crenças animistas e com elas vieram embarcados os seus sacerdotes (ministro de uma religião ou culto). Eles continuaram a realizar os rituais ancestrais, mesmo após a conversão forçada dos escravos ao Cristianismo. Nas senzalas, por debaixo dos altares cristãos, escondiam-se os instrumentos e a parafernália do Candomblé. O Candomblé é uma das religiões nascidas no Brasil de origem africana, nela eles adoravam a Natureza, a sua alma, sendo chamada de anímica. A perseguição da Igreja a estas práticas foi persistente, mas o Candomblé conseguiu sobreviver até aos dias atuais.
Somente alguns poucos papas protestaram contra a escravidão de negros. A perseguição nem foi muito pela diferença de crenças, e sim que a religião dos escravos, promovia uma autonomia psicológica e cultural, que como consequência estimulava a resistência. Daí o interesse dos senhores que seus escravos sofressem essa influência da religião introduzida, a Católica, que era de certa forma disfarçada de algo benéfico.

Clara Ferreira

Mensagens : 8
Data de inscrição : 14/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum